sábado, maio 13, 2006

Mais um giro, mas desta com mais dois malucos ...


Mais um fim-de-semana e mais uma voltinha, desta feita com mais dois craques, mas que têm uma pedalada que vai lá vai. Depois de uma breve paragem pelo posto de serviço para por os pneus com a pressão ideal, seguimos sem destino definido.

Sem ninguém a querer tomar a iniciativa lá seguimos rumo às barragens da Lontreira.


A paisagem é espectacular e é possível ver inúmeros estradões para futuros passeios.





O estradão que segue até às barragens é bastante suave e é possivel ver a ribeira que passa mais a baixo.





Podemos também ver a serra pela frente e tudo bastante verde, como é próprio da época.


Pela frente temos a serra e vamo-nos preparando psicológicamente para a etapa mais complicada que nos leva até lá acima.

Tal como disse o pessoal ia-se adiantando mais um pouco, e eu para variar ia ficando para trás ainda mais porque parava para fotografar tudo.

A chegar às barragens já se via algum caminho a ficar para trás e a aproximação da fase mais dura da volta.

Do lado de cima da barragem mais baixa temos um local ideal para descansar um pouco, e para o Bruno encher a nova mochila com água (tomar contacto com o material novo que nem sempre é fácil de por a trabalhar).



Daqui subimos até à lontreira para depois apanhar um caminho que mais parece uma parede na vertical. Já para não falar do terreno nada fácil de pedra solto que dificulta imenso a tracção da roda traseira.



A subida era fogo e depressa começamos a sentir o seu efeito.

Uns mais à frente outros mais atrás lá iamos tentando levá-la. Umas vezes a pedalar, outras com as bikes às costas.


Pouco a pouco lá iamos deixando muita pedra para trás, e ficando com as pernas, braços, corpo,... feitos em água (não é fácil, quem disse isso).


Com muita força e algum desespero ... pouco a pouco ... lá fomos subindo.


A paisagem é, e apesar de ter ardido tudo à pouco, espectacular.

Depois desta primeira parede um pouco de descanso e meia dúzia de palavras. A etapa seguinte seria um pouco mais fácil e espectacular.

Uns mais à frente outros mais a trás (armados em repórteres) lá se ia levando e admirando a vista e enchendo os pulmões deste ar puríssimo do campo.



A boa disposição só pode prevalecer, também a fazer o que se gosta ainda mais num destes cheio de sol e com a temperatura ideal para pedalar.

Cá de cima já se pode ver a vila de Oleiros e o percurso já percorrido, uns com mais facilidade outros quase a deixar os "bofos" pelo caminho.

Lá em baixo as barragens e já todos a desejar um banhinho fresquinho e algum descanso.

O descanso tem que ser para todos, estas também se cansam o que é que vocês pensam.

O que nos conforta é podermos olhar para trás e ver que já não falta tudo.

Já cá em cima encontramos algumas pessoas e depressa encontramos alguns fãs, do dowhill (estes putos andam a ver muita televisão).

A descida vinha já ai e há que prepará-la, não vá o diabo tecêlas.

Depois de uma subida à sempre uma descida e há que a aproveitar ao máximo. A foto que deveria ter ficado a seguir à anterior ficou só com paisagem, só para se aperceberem da velocidade do pessoal.

Já cá em baixo o relevo junto da estrada deu origem a alguma imaginação e maluqueira. Vejam as fotos.











































Depois de alguma bricandeira, vamos mas é para casa que a fome já aperta, mas sem antes passar por um local bem bonito que é a nossa ribeira, para poder verificar o estado do caminho que passa junto a esta.

A chegada a casa é feita com uma bela recepção, um pouco assustada para não variar mais rapidamente com muita brincadeira.

A desgraçada nem se portou mal, pelo menos conseguiu chegar ao fim sem grandes problemas.

O craque apesar de assustado lá foi observando o que se passava e que raio de roupa aquele tipo trazia.


No final e como quase sempre uma bom banho a esperava, já que a lama acumulada já era alguma.

Boas pedaladas para todos.

Vão aparecendo.

1 comentário:

pjfa disse...

Olá,
Bonitas fotos e boa sequência da Spec!
Qualquer dia, o pessoal de Castelo Branco (btt-ctb) junta-se ao vosso grupo para dar uma volta (a subir) pelos montes de Oleiros.
Depois... é sempre a abrir
Fiquem bem!!!